Como a escola pode se adequar aos desafios da BNCC para a disciplina de Língua Portuguesa

É preciso que a escola esteja adequada o quanto antes à Base Nacional Comum Curricular (principalmente para o ensino da disciplina de Língua Portuguesa e você vai descobrir o porquê).

O planejamento pedagógico é o momento para analisar como as concepções de professor, aprendizagem e aluno estão fundamentadas na BNCC.

Quanto mais claro estiver a fundamentação teórica, melhor o planejamento para aulas e montagem de atividades, a teoria determina o modo como a prática vai ser elaborada e avaliada.

Não há como pensar o trabalho em sala de aula sem estar devidamente clara a percepção da demanda que a BNCC apresenta.

Torna-se mais fácil, inclusive, para elaborar atividades e montar o planejamento das aulas com a fundamentação teórica amplamente discutida pelos professores.

Um bom exercício seria fazer “engenharia reversa” sobre as atividades e planos de aula. Analisar como estão baseadas as aulas para saber se estão condizentes com a BNCC.

O desafio maior, hoje, é a preparação para o Ensino Médio que vai ser alterada para o próximo ano (2020).

Antecipar-se é muito importante, pois permite também que tenha espaço para avaliar e corrigir erros quando houver.

Como no Ensino Médio apenas Língua Portuguesa e Matemática serão obrigatórias, haverá uma concentração nos estudos de tais disciplinas, aumentando o nível de dificuldade no ENEM.

O novo formato curricular tem como propósito tornar o aluno proativo e o professor gerenciando atividades que permitem a colaboração e o trabalho em rede. 

Porém o mais importante: que o aluno esteja preparado para articular os componentes curriculares, percebendo as conexões estabelecidas para a construção do conhecimento que deverão ser cobradas pelos professores.

Na disciplina de Língua Portuguesa, um ótimo exercício para analisar essa integração seria utilizar livros em quadrinhos.

Quadrinhos permitem a leitura semiótica, uma composição entre texto e imagem, que para a BNCC ganhou relevância com o aprofundamento dos estudos sobre cultura digital.

O custo é bem menor ao trabalhar com os quadrinhos e permite, assim, preparar-se melhor para o trabalho com vídeos, por exemplo.

Importante que seja um material que permite um grau maior de integração entre as disciplinas, pois quanto maior a capacidade para gerar materiais didáticos, mais fácil a adaptação para alunos e professores ante a BNCC.

Isso pode ser realizado a partir do livro em quadrinhos “Machado de Assis: caçador de monstros”. Você conhece?

Nesse livro, a história gira em torno de Machado de Assis quando era jovem e mistura elementos biográficos com a sua literatura. 

Machado de Assis ao lado de seus principais personagens literários, solucionando vários mistérios pelas ruas do Rio Antigo no século XIX.

São 96 páginas. A narrativa, em preto e branco, com influências do mangá, vem com material extra: trecho do roteiro para mostrar como é escrita uma narrativa em quadrinhos e um exemplo de jornal impresso como era produzido no século XIX.

O livro pode ser utilizado tanto no Ensino Médio quanto no Ensino Fundamental. Para cada período é possível abordagens diferentes, conforme o conteúdo a ser trabalhado.

No Ensino Fundamental, por exemplo, os alunos terão contato com a vida e a obra do escritor Machado de Assis; um dos mais exigidos no prova do ENEM.

Mais do que isso, o material antecipa o que ainda será estudado no Ensino Médio, facilitando, portanto a aprendizagem. Possui um alto grau de intertextualidade, permitindo que outras disciplinas utilizem o livro.

A disciplina de História pode abordar o período em que se passa a narrativa. A disciplina de Geografia pode abordar elementos culturais e confrontá-los com o período atual, por exemplo.

Para saber mais sobre o livro e sua possibilidades no trabalho em sala de aula, assista a entrevista que o roteirista concedeu para o programa de televisão Rede Escola, da TV Escola, apresentado pelo repórter Ernesto Xavier.

Para mais informações sobre como o livro pode ser utilizado pela escola, entre em contato conosco.

Assine a nossa newsletter e nos acompanhe nas redes sociais.

Sua escola está adequada para os desafios da BNCC na disciplina de Língua Portuguesa? Comente aqui.

Deixe um comentário