O mais novo recorde de financiamento coletivo do Catarse

Catarse, talvez a maior plataforma online de financiamento coletivo no país, bate um novo recorde de arrecadação para executar um projeto.

Em poucos dias, a campanha de financiamento coletivo alcançou mais de dois milhões de reais para produção do game Ordem Paranormal: Enigma do medo! 

E ainda faltam mais de 50 dias para a campanha de arrecadação acabar!

O maior projeto ate o momento do catarse.
E a campanha no Catarse ainda está no início!

Ordem Paranormal: Enigma do medo trata-se de um game de RPG que será produzido pela Dumativa Game Studio.

De início, podemos dizer que temos uma comunidade bastante forte de jogadores de games, mas não é apenas isso.

Outros games já foram financiados via crowdfunding (o termo em inglês para financiamento coletivo) pelo Catarse, porém o que chama a atenção é o volume tanto de pessoas quanto o valor para um projeto nesta área.

Ano passado, por exemplo, o RPG Tormenta alcançou quase dois milhões de reais. 

Foi o projeto que mais arrecadou no ano passado no Catarse.
Os fãs de RPG não se decepcionaram!

Um feito histórico para uma campanha de produção de RPG (neste caso, uma reedição).

Em 2018, a reedição de um livro, 2001: uma odisseia no espaço, alcançou o maior valor para financiamento coletivo voltado para uma produção editorial: quase 500 mil reais.

Um bom exemplo de projeto bem sucedido no Catarse.
Um grande sucesso no Catarse. A maior arrecadação para um projeto editorial.

Tudo isso mostra que, nos últimos anos, o financiamento coletivo (crowdfunding) vem ganhando força; mais pessoas sentem-se confiantes em participar de um financiamento.

O Catarse está se destacando como a principal plataforma para o financiamento coletivo.

Ainda há muito a ser feito (nos EUA, por exemplo, startups são financiadas por meio dessa modalidade com valores altíssimos. Aqui, estamos bem no início para as empresas).

E, claro, cabe ao governo também aumentar a oferta de editais, concursos, bolsas para que possamos ter um mercado melhor capacitado para formar profissionais e produtos para alimentar o mercado da economia criativa.

Um governo, em todas as suas esferas executivas, não pode se eximir.

Financiamento coletivo é uma ótima opção executar projetos nas mais diversas áreas, mas não pode ser a principal e única. 

Difícil imaginar quantos projetos maravilhosos não teríamos se não houvesse essa ferramenta capaz de conectar comunidades, autores, projetos.

Esta é uma forma de financiamento que todo mundo ganha: autores de projetos que não encontram formas de viabilizar junto ao mercado e consumidores que querem apoiar tais iniciativas.

Mais e mais pessoas confiam na plataforma online de financiamento coletivo que viabiliza tantos projetos.

Conclusão

O Catarse tem chamado a atenção com esses recordes de arrecadação para executar projetos.

Projetos cada vez mais transparentes que passam a confiança para os consumidores. E os consumidores participam cada vez mais.

Isso acontece com o aumento do grau de confiança no uso de uma plataforma online e na certeza de que somente participando ativamente é que um projeto pode, sim, fazer a diferença na sociedade.

Por isso, estamos engajados em utilizar essa ferramenta para arrecadar fundos para executar nossos projetos que representam boa parte de uma comunidade que não se sente representada no país.

Em breve estaremos em campanha de crowdfunding no Catarse para produzir um novo livro em quadrinhos.

Capa do segundo volume do livro em quadrinhos

Trata-se do segundo volume em quadrinhos de Machado de Assis: caçador de monstros. Com o sucesso do primeiro, queremos continuar a saga do jovem escritor Machado de Assis, resolvendo novos mistérios pelas ruas do Rio Antigo ao lado de seus personagens literários.

Mas, desta vez, a aventura terá uma participação especial.

Um personagem da Literatura Universal: o Médico e o Monstro em uma HQ recheada de material extra! 

Se você quer saber mais e receber informações exclusivas, basta cadastrar seu e-mail neste link aqui: 

http://bit.ly/machado-de-assis-vol2

Você já apoiou algum projeto de financiamento coletivo no Catarse?

Deixe um comentário