Estella Vic: 1922 e o Manifesto Futurista

 

Organizado por Marcelo Alves da Silva, trata-se de uma HQ de 56 páginas que irá apresentar uma narrativa ficcional, tendo como pano de fundo a Semana de Arte Moderna de 1922. A proposta inicial é que seja este o primeiro de uma série que tenha como personagem principal Estella Vic. E para cada edição, em um ano histórico e importante para o país. Roteiro de Marcelo Alves, ilustrado por Maris Queiroz e diagramado por Day Romeiro. Em breve, iniciaremos uma campanha de crowdfunding. O projeto também estará na CCXP-SP de 2017 ao lado do mangá Machado de Assis: caçador de monstros (saiba mais AQUI).

 

A EQUIPE

 

Marcelo Alves

 

Mestre em Linguística pela UERJ, é professor, escritor e roteirista. Foi diretor, produtor e roteirista do curta de animação Ouvir estrelas (2013); coautor do livro de poesia Quatro estações: o trevo (edição independente, 1999, reeditado em 2012) e do livro de contos Prosas Cariocas: uma nova cartografia do Rio de Janeiro (Editora Casa da Palavra, 2004). Escreveu também para o caderno Ideias, do Jornal do Brasil, para o site de literatura Paralelos.org e culturamix.com. É autor de Machado de Assis: caçador de monstros, sucesso no Catarse, que será lançado em breve. 

 

Maris Queiroz

 

Graduada em Design pela PUC-Rio e ilustradora freelancer. Utiliza técnicas mistas nos trabalhos, abordando desde a digital até a tradicional. Após o término da graduação, tem atuado com trabalhos voltados para ilustração e narrativa. Atualmente, participa do projeto “Estella Vic: 1922 e o Manifesto Futurista”, como responsável pelos concepts dos desenhos relacionados aos personagens e no desenvolvimento do layout de toda a história.

 

 

Day Romeiro

 

Formada em Design pela PUC-Rio e cursando Letras Português-Inglês na UFRJ. Trabalha com encadernação manual e é apaixonada por tudo que envolve narrativa, desde a criação da história até a criação do livro físico. No projeto “Estella Vic: 1922 e o Manifesto Futurista”, participa como responsável pelo design, pela diagramação e letreiramento das páginas.

 

 

SINOPSE DA OBRA

Estamos em 1922. A jovem Estella Vic retorna para a cidade de São Paulo e começa a trabalhar como repórter investigativa para um grande jornal quando descobre que alguém pretende explodir o Theatro Municipal, junto com os artistas na Semana de Arte Moderna, com o propósito de transformar tal ato em uma manifestação de arte do Futurismo.