Procultura para iniciantes

dance-scene-free-license-cc0

Infográfico sobre novo projeto de lei cultural que pretende substituir a Lei Rouanet

Há tempos uma lei que incentiva a cultura não é cercada de tanta polêmica.
Desde seu surgimento em 2010, o Procultura é motivo para embate entre a própria classe artística e também entre o governo e o mercado da cultura.
Um dos argumentos é que não mudaria o cenário: produtores ainda na mão das escolhas das empresas, a partir de seus departamentos de marketing.
Muitos gostariam que houvesse mudança e um debate mais aprofundado na Lei Rouanet, que de fato é hoje o mecanismo mais importante para o mercado de produção cultural.
Mas o governo tem buscado a todo momento mostrar que a Lei Rouanet, hoje, é muito mais excludente do que alavancadora da produção cultural no país.
O principal argumento do governo é o de que mais de 80% da produção no país está concentrado na região sudeste, principalmente Rio de Janeiro e São Paulo.
E o Procultura seria um modo de distribuir a verba entre as regiões do país de modo mais equilibrado.

 

A discussão em torno desse projeto de lei está no fato de que a maioria da classe artística ainda não compreendeu como será o seu funcionamento e como o mercado cultural irá reagir em sua nova relação com o patrocínio.
Neste infográfico apresentamos as principais questões para que o leitor conheça um pouco mais sobre este projeto que tem despertado debates acalorados.

 

procultura

Deixe um comentário