Por que vamos baixar o preço de nossos produtos

 

 

 

Tendo em vista a piora na economia brasileira, com os índices de previsão de recuperação para baixo por vários motivos, desde a greve dos caminhoneiros à projeção global da economia, decidimos baixar os valores dos nossos produtos, mesmo originando uma perda significativa com uma margem de lucro abaixo do previsto, criando uma faixa menor para realizar outras ações.

Assim, queremos que os leitores tenham mais opções de compra e dentre tantas que o mercado oferece, que possamos estar ao lado de outros livros de HQ, mostrando a qualidade de nosso trabalho.

A luta permanece. Por quadrinhos nacionais e independentes que possam estar competindo pela atenção do consumidor em um mercado desigual com produtos importados que já chegam com valores bem abaixo (por que já lucraram em seus mercados de origens).

Um mercado cuja imprensa também apresenta dificuldades para apresentar ao público em geral o que está sendo produzido, mas que mesmo assim, artistas como Marcelo D’Salete conseguem sobressair no cenário internacional, mostrando a força da HQ nacional.

Há muito o que fazer, uma vez que a história da história em quadrinhos no Brasil mostra desde os tempos remotos as dificuldades frente ao que vem do mercado exterior, entre outros problemas.

Não é uma luta única. Audiovisual e games, por exemplo, enfrentam problemas parecidos. A economia criativa, de um modo geral em nosso país.

Ainda temos problemas com distribuição em um mercado editorial que vem desde 2014 passando por uma crise sem tamanho com fechamento de livrarias, não pagamento de livros vendidos, entre outras coisas.

Todos demoraram para perceber o tamanho dessa crise. E a solução é um trabalho mais árduo e cada vez mais difícil.

Para nós, a divulgação ainda é um dos grandes entraves. Mostrar para boa parte da sociedade a qualidade de nosso trabalho.

Sobram eventos, que são importantíssimos, mas que não são realizados a toda hora (e nem deveriam), pois se não banaliza e o consumidor nem sempre vai poder participar.

Trata-se aqui de um pequeno manifesto e desabafo. É difícil empreender no Brasil. É difícil publicar no Brasil (ainda que tenhamos o crowdfunding). É difícil ter acesso ao crédito no Brasil para construir um fluxo de caixa e realizar novos lançamentos.

Mas permanece o desejo de realizar e produzir aquilo que temos de melhor. A nossa cultura.

Siga nossas redes sociais e acompanhe nossos projetos de quadrinhos nacionais, todos feitos por meio do crowdfunding.

Deixe um comentário