INFOGRÁFICO A vida de Jack Kirby

okirby

 

Ele influenciou uma geração de desenhistas desde a Era de Ouro dos quadrinhos.

Tinha um temperamento forte e talvez isso o tenha atrapalhado.

Era valente e bastante produtivo, desenhava em média seis páginas por dia, há quem diga que era mais.

Tem uma foto que volta e meia surge nas redes sociais que mostra o estúdio dele com uma simples mesa de madeira escura e alguns poucos lápis, canetas etc., algo quase minimalista.

Impressionante como dali surgiram personagens e histórias maravilhosas.

Com Stan Lee e Joe Simon como parceiros, criou vários dos heróis mais populares do mundo.

Sofreu por não ser reconhecido ou alçar ao mesmo status que Stan Lee.

Mas o tempo mostrou o seu reconhecimento e valor.

Michael Chabon, em seu livro, As incríveis aventuras de Kavalier & Clay, um belo romance que narra essa época de ouro dos super-heróis, dedica ao final o livro a Jack Kirby.

E há uma passagem no livro, Marvel Comics: a história secreta, de Sean Howe, que narra uma palestra de Frank Miller simplesmente arrasando a Marvel no tratamento dado a Jack Kirby, tamanho o respeito que Kirby tinha entre os seus pares.

Mas gostaria de terminar este post com uma simplória reflexão.

Para mim, Jack Kirby era como se fosse o Bebeto na Copa do Mundo de 1994. Todos disseram que foi a Copa de Romário, mas ao seu lado estava Bebeto, mais tímido, calado e muito eficiente.

Não estivesse ele por ali, tenho minhas dúvidas se realmente conseguiríamos.

Bebeto foi o grande injustiçado naquela Copa, assim como Kirby, na dupla com Stan Lee.

Porém o tempo, a cada ano, vai resgatando seu valor e, Kirby é um nome consagrado para sempre no panteão das HQ´s.

Este infográfico é uma singela homenagem para esse grande ilustrador e também autor.

E lembre-se: crowdfunding do mangá Machado de Assis: caçador de monstros será agora em setembro, no Catarse. Aguarde!

Ou assine a nossa newsletter e nos acompanhe nas redes sociais.

 

infografico-jack-kirby

Deixe um comentário