Conheça Marjorie Henderson Buell a criadora da Luluzinha

 

No dia 23 de fevereiro de 1935 surgiu a primeira tira em quadrinhos da Luluzinha que desde o início sempre se destacou como uma menina independente, com ideias próprias.

 

O sucesso foi tão grande no jornal Saturday Evening Post que durou até 1944. A criação de Marjorie Henderson Buell deu voz a uma boa parcela de leitores em quadrinhos. As meninas que não se reconheciam nas histórias em quadrinhos, até então, da época.

 

Mas o que poucos sabem é que a independência da Luluzinha é um reflexo da sua criadora.

 

Marjorie começou cedo. Aos 16 anos lá estava ela vendendo seu primeiro trabalho artístico em quadrinhos para um jornal. Em 1920, adotou o nome artístico “Marge” e entre 1925 e 1926 tinha seu trabalho administrado por um syndicate.

 

Com o sucesso de Luluzinha, tornou-se uma das poucas artistas que detinha os direitos autorais, algo raro para a época, e durante os Anos 40, negociava com jornais diretamente.

 

A primeira publicação de Luluzinha.

 

Deixou de desenhar a personagem em 1947 e depois a personagem passou a ser administrada por um syndicate. Daí em diante, outros desenhistas prosseguiram com o trabalho Ela permaneceu com o controle criativo.

 

Seu maior sucesso, Luluzinha, apareceu em revistas em quadrinhos, animação, entre outras mídias. Foi traduzido para vários países como França, Japão, Holanda, entre outros.

 

Aqui no Brasil foi uma campeã de vendas pela editora Abril nos Anos 80. Depois, no início dos Anos 2000, foi repaginada, transformando-se em um mangá.

 

 

Marjorie casou e teve dois filhos. Ao longo do seu trabalho, sempre foi discreta, avessa a badalações e entrevistas.

 

Sempre deteve os direitos autorais, estando à frente dos negócios. Mas em 1971, vendeu os direitos autorais e passou a morar em Ohio onde ficou até morrer ( 30 de maio de 1993).

 

Em 2006 os filhos doaram todo o seu material de trabalho para a Universidade de Harvard.

 

Se você quiser conhecer outra quadrinista que se destacou no mercado de quadrinhos, leia a incrível história de Jackie Ormes ou a da nossa querida Pagu.

 

Siga nossas redes sociais e conheça nossos livros em quadrinhos.

 

Deixe um comentário