Como organizar e planejar personagens para HQ

pexels-photo-101708

 

Organizar e planejar personagens são um passo muito importante quando já está determinada  a narrativa, pelo menos a ideia básica.

Não pode ser algo cansativo e depende muito da complexidade e extensão da narrativa. As dicas a seguir estão baseadas no livro de James McSill (ver POST aqui).

É uma listagem bastante útil se houver muitos personagens e o autor quiser aprofundar a construção deles. Caso não seja esse o seu problema, fica a atenção para que nada se perca quando for escrever o roteiro para a sua história em quadrinhos.

O básico todos sabemos. Nome, idade etc. O que vou destacar aqui são complementos que um autor pode ou não aprofundar.

Então vamos lá:

Procure descrever episódios, lembranças ou histórias que marcaram o seu personagem. Mas cuidado com isso para que não fique exagerado na narrativa.

Lembra-se do Coringa contando como ele adquiriu os cortes no rosto no filme Cavaleiro das Trevas? É isso.

 

À venda em nosso site

 

 

Seu personagem tem alguma simpatia ou antipatia por alguém? Ele tem alguma empatia por alguém? Pergunte-se como isso poderia ajudar na sua narrativa.

Qual é a causa dessa simpatia, empatia ou antipatia? Você pode até não utilizar na história, mas pense nisso como um ás na manga.

Quais são os pontos fracos do seu personagem? E qual a causa? Pense nisso, pois pode ser algo bem interessante você estabelecer uma jornada em que ele seja capaz de superar.

Pontos fracos chamam muito mais a atenção do que os pontos fortes por que o ser humano adora a ideia de superação.

Por exemplo, seu personagem tem medo de dirigir porque bateu e matou alguém no passado, mas agora precisa voltar a dirigir, é imprescindível, e superar o medo, pois a vida de outra pessoa está em perigo se ele não o fizer.

 

À venda em nosso site

 

Qual é a jornada que o seu personagem precisa realizar? O que ele precisa aprender, descobrir? O que ele já sabe ou pensa que sabe?

Pense em Thor, no primeiro filme. Qual foi a jornada dele dentro da narrativa?

São dicas que ao menos servem para refletir e dar peso à sua narrativa e isso depende muito da complexidade da sua história. Cabe a você decidir se vale a pena detalhar de modo mais profundo seus personagens.

Como você está construindo seus personagens? Tem alguma dica para compartilhar?

Somos uma produtora cultural com projetos também na área de quadrinhos.

Assine a nossa newsletter e nos acompanhe nas redes sociais.

Aguarde!

Deixe um comentário